Categories
Gestão

Black Friday: 7 dicas para o seu negócio faturar muito

Uma das datas mais importantes e esperadas pelo comércio e pelos consumidores está chegando: a Black Friday. Todo ano, milhares de pessoas aguardam – ansiosas – pela última sexta-feira de novembro para aproveitar promoções e descontos imperdíveis.

Neste ano, em especial, esta pode ser a ocasião perfeita para você, comerciante, recuperar-se dos prejuízos provocados pela pandemia, aumentar as vendas, conquistar mais consumidores e ainda fidelizar os clientes antigos.

E foi pensando na importância dessa data para o comércio, que decidimos antecipar a nossa Black Friday para que você, empreendedor, possa planejar a sua. Por isso, desde o início do mês, nosso marketplace está repleto de promoções e condições incríveis para abastecer os estoques dos estabelecimentos e garantir, assim, que você possa oferecer uma experiência encantadora ao seu público.

Além disso, o frete é grátis e a entrega é rápida! São mais de 100 mil produtos e grandes marcas. Economia de verdade, variedade e qualidade para o seu negócio! Acesse e aproveite! Seguiremos assim até o dia 22 de novembro.

A Menu quer ser parceira do seu negócio! Separamos algumas dicas que vão te ajudar a faturar muito nesse período. Confira:

1.Invista na divulgação

Vamos começar por um ponto fundamental: a divulgação. Em meio a tanta concorrência, você precisa mostrar à sua clientela e ao público em geral o que o seu negócio está fazendo.

Uma forma fácil e barata de divulgar a Black Friday é usar o e-mail marketing e as redes sociais – como Facebook, Twitter e Instagram – além do Whatsapp. Assim, você alcança um maior número de clientes e tem a chance de apresentar, além das promoções e descontos, a qualidade dos seus produtos e os bastidores do seu estabelecimento. Disponibilizar um material promocional no próprio bar ou restaurante é outra possibilidade interessante.

2. Capacite a equipe de vendas

A gente sabe que muitos consumidores ainda não se sentem confortáveis e seguros para voltar a frequentar os estabelecimentos de alimentação. Ainda assim, pode ser que o seu estabelecimento receba um número maior de clientes ao longo do dia, cada um deles com desejos e dúvidas diferentes. Por isso, prepare sua equipe de colaboradores para atender essa demanda e auxiliar na conversão dos pedidos em vendas finalizadas.

O ideal é realizar treinamentos antes da data e oferecer materiais de apoio para que os funcionários possam tirar todas as dúvidas.

3. Crie enquetes e engaje seu público

Esta também pode ser uma oportunidade para experimentar e desenvolver formas de comunicação que ainda não usou antes. Você pode, por exemplo, criar enquetes no Instagram ou outra rede social para que os clientes escolham as ofertas que preferem na Black Friday. Além de divertido, o cliente se sentirá mais próximo e terá a sensação de que a vontade dele é prioridade no seu estabelecimento.

4. Monte promoções e combos verdadeiros e atrativos

Desconto é bom e todo mundo gosta! Mas é necessário cautela para que a sua campanha não seja rotulada como “Black Fraude” ou “metade do dobro”. Isso pode impactar negativamente na imagem do seu estabelecimento. Por isso, disponibilize apenas combos, descontos e promoções reais e que sejam atrativos para o consumidor. Além disso, não tente enganar clientes com falsas imagens.

Planeje-se: Uma boa dica é identificar quais os produtos que merecem os descontos mais agressivos e quais devem sofrer poucas alterações. Além de ajudar a melhorar a rentabilidade do negócio, essa prática permite que você gire o estoque da melhor forma possível.

Itens que já possuem uma boa saída e têm apelo mesmo sem promoção podem receber descontos mínimos, por exemplo. Em contrapartida, itens de desejo com valor elevado ou aqueles que possuem dificuldades nas vendas podem receber alterações significativas para atrair os consumidores.

Alguma ideias de boas estratégias para a data:

  • Cupons de desconto;
  • Desconto para a primeira compra;
  • Compre 1 e ganhe 2;
  • Combo especial para a data;
  • Sobremesa grátis;
  • Ofereça algo inédito (um novo drink ou uma nova sobremesa do seu restaurante, por exemplo)
  • Compre um prato e leve o segundo pela metade do preço;
  • Compre um prato e leve o segundo pela metade do preço;
  • Entrega grátis pelo delivery;
  • Desconto para a próxima compra.
  • 5. Destaque-se dos concorrentes

    É importante saber quais são seus concorrentes diretos e estudar quais serão as estratégias utilizadas por eles. Foque em oferecer um serviço melhor e descontos mais atraentes para o público. Essa é uma ótima oportunidade para o seu negócio ganhar destaque

    6. Fique atento ao seu estoque

    Não dá pra sair diminuindo preços e criando promoções aleatoriamente. É fundamental planejar e fazer um estudo da sua reserva de produtos. Afinal, de nada adianta oferecer ótimas condições se você não tem mercadorias suficientes para isso. Sendo assim, faça uma boa gestão de estoque e conte com a Menu para simplificar as suas compras!

    7. Mensuração dos resultados

    Ao final da campanha, analise os resultados. Veja o que funcionou e o que precisa ser melhorado para o próximo ano.

    Atenção:mesmo com o preço reduzido, não deixe de oferecer a qualidade do dia a dia nos seus produtos. Importante não se esquecer também da experiência: capriche no serviço. Assim, você poderá fidelizar novos clientes!

    Categories
    Gestão

    Delivery: dicas para fidelizar seu cliente

    Em tempos de isolamento social, pedir comida tornou-se um ato ainda mais frequente na vida dos consumidores. Para os restaurantes, o serviço se transformou na aposta para manter as vendas ativas. Como, então, destacar-se e fidelizar o cliente no delivery, mercado promissor, mas altamente competitivo? Continue aqui com a gente e confira algumas dicas!

    Há alguns anos, ele era dominado por pizzarias. Hoje, principalmente depois da chegada da covid-19 e das medidas de isolamento social, o delivery se tornou a melhor alternativa para os estabelecimentos do setor de alimentação conseguirem manter as vendas ativas.

    Entre janeiro e maio deste ano, as vendas por delivery cresceram quase 100% na comparação com o mesmo período do ano passado. É o que aponta a pesquisa realizada pela Mobills, que analisou dados de mais de 160 mil pessoas.

    Diante disso, podemos concluir que a demanda dos consumidores pelos serviços de entrega é cada vez mais alta. No entanto, a concorrência também tem se tornado ainda mais acirrada, já que muitos comerciantes apostaram na modalidade e devem seguir com ela no pós-pandemia.

    Então, como se destacar no mercado de delivery e fidelizar seus clientes? Continue com a gente que a gente te ajuda com isso!

    Como fidelizar seu cliente no delivery

    Clicando aqui, você encontra algumas orientações que podem ser úteis não só na adaptação do seu negócio ao delivery, mas também na melhora das suas vendas.

    Agora, listaremos dicas que podem te ajudar a fidelizar o cliente do delivery. Afinal, sabemos que manter um cliente é muito mais barato do que atrair um novo. Confira:

    1. Bom atendimento

    Vivemos na “era do cliente“: consumidores cada vez mais conectados e exigentes, em busca de facilidade e praticidade, especialmente quando se fala em comida. Por isso, é importante que o seu negócio esteja disponível em, pelo menos, mais de um canal de atendimento. Assim, seu público terá a liberdade de escolher pelo que mais lhe agrada.

    No entanto – seja por telefone, whatsApp, redes sociais, aplicativos de entrega ou apps próprios – garanta que a experiência seja positiva. Isso é fundamental para fidelizar clientes no delivery e em qualquer negócio. Preze pela gentileza e agilidade no contato, facilite o momento da compra e fique sempre atendo também ao tempo e à qualidade de entrega.

    Dessa forma, o consumidor não só voltará a comprar do seu restaurante, por exemplo, como também indicará para amigos e familiares e, ainda, poderá fazer avaliações positivas nas redes.

    Assim, além de fidelizar, você consegue atrair outros clientes e aumentar suas vendas!

    Neste artigo, você encontra dicas incríveis para um bom atendimento.

    2. Qualidade e segurança dos alimentos

    Em tempos de quarente, esses dois quesitos – que já eram muitos exigidos no setor de alimentação – tornaram-se ainda mais importantes e fator decisivo na hora da escolha da compra.

    Os consumidores se tornaram ainda mais criteriosos e curiosos com o processo de produção das refeições. Por isso, mais do que nunca, garanta que o consumidor receberá um alimento seguro. Além disso, atente-se também à apresentação, à conservação e ao transporte dos pedidos, para que as características originais de aparência e sabor sejam mantidas.

    3. Embalagens inteligentes

    Outro ponto fundamental para fidelizar o cliente do delivery é prezar pela alta qualidade da comida que chega na casa dele. Problemas como molhos vazando, comidas frias, bebidas quentes e recheios misturados, por exemplo, nunca passarão despercebidos. Por isso, invista em embalagens apropriadas para o armazenamento e transporte dos produtos que você entrega.

    Tudo isto mostra que você se importa com a experiência do cliente. O cuidado é um poderoso fator de fidelização!

    4. Programas de fidelidade

    Contar com um programa de fidelidade é uma estratégia simples, mas muito efetiva. E você nem precisa ir tão longe.

    Você pode oferecer um desconto na próxima compra; brindes para pedidos acima de um valor específico; pratos gratuitos a cada dez consumidas ou sobremesas como cortesia, por exemplo.

    Há, ainda, outras alternativas como um oferecer código de desconto para os clientes que fazem aniversário no mês ou enviar um panfleto com o código para a próxima compra nas entregas de delivery.

    Práticas comuns, que funcionam bem para fidelizar um cliente no delivery.

    Aproveite nossas dicas e boas vendas!

    Categories
    Fala, Menudo!

    Empoderamento feminino no trabalho, com Carolina Augusto

    Carolina Augusto, a PMO da Menu Lab – nossa agência criativa – conversa sobre os desafios da liderança e o empoderamento feminino dentro das organizações, em mais um bate-papo da série #MenuComElas. Confira!

    Estreamos a série #MenuComElas com a nossa coordenadora de marketing Tatiana Villela, em uma troca muito rica e inspiradora, que você pode conferir aqui.

    Neste segundo capítulo, recebemos Carolina Fernandes Augusto, a gerente de projetos (PMO) da Menu Lab, nossa agência de criação interna.

    Com passagens em agências de comunicação e em grandes empresas, como TAM, Banco BMG, Bayer e Mercedes-Benz, Carol conta com grande experiência e vivência publicitária. Profissional dedicada, ela se entrega a tudo que propõe fazer e tem contribuído muito para o crescimento da nossa marca.

    Desafios das mulheres no meio corporativo

    Na visão de Carol, as mulheres ainda precisam desmitificar muitos rótulos atribuídos à liderança feminina e também romper barreiras (muitas vezes invisíveis) no meio corporativo. Ela acredita, por exemplo, que ainda é desafiador para a mulher conquistar a imagem de uma boa profissional.

    Por isso, colaboradoras precisam trabalhar com mais afinco para provar que são capazes. Soma-se a esse desafio outras questões estruturais, que envolvem responsabilidades maternas e domésticas.

    Ainda assim, ela percebe mudanças e uma ampliação na diversidade das lideranças, não só na questão do gênero, mas também no que diz respeito aos perfis social e racial. 

    Empoderamento feminino nas organizações

    Quando questionada sobre como empoderar mulheres nas organizações, nossa PMO acredita que a igualdade de remuneração é um dos principais pontos.

    Além disso, outros fatores como a oportunidade de informação no meio, treinamentos, motivações de parcerias e oportunidades de crescimento podem melhorar os processos internos das empresas.

     A colaboradora empoderada tende a ser uma colaboradora valorizada, mais engajada e comprometida com os resultados da organização.  

    Dicas para ser uma grande líder

    Para Carol, uma boa liderança tem tudo a ver com envolvimento, saber ouvir e, portanto, dar voz aos seus liderados.

    Uma boa líder precisa envolver seus liderados quando existe a necessidade de realizar mudanças e melhorias na metodologia de trabalho e nas entregas. Fazer perguntas e ouvir sugestões do time são duas atitudes que fazem com que a integração gere insights valiosos para o sucesso dos negócios.

    Nossa PMO também compartilha dicas de conteúdos, entre eles o livro Satisfação Garantida, que é, para ela, uma referência quando o assunto é atendimento ao cliente.

    Sobre o tema liderança feminina, ela cita o título Extraordinárias Mulheres que Revolucionaram o Brasil, que mostra a força e luta de grandes mulheres em busca de seus ideais e as várias transformações sofridas para garantir direitos iguais e respeito mútuo.  

    Além desses, ela também indica o podcast Foodness Talks, conteúdo mais focado na gestão de negócios do setor de alimentação.

    Categories
    Fala, Menudo!

    Os princípios de um bom atendimento, com Patrícia Alvisi

    Vivemos na chamada “Era do Cliente”. Os consumidores são, cada vez mais, parte essencial de qualquer negócio e demandam não só o atendimento, mas toda uma experiência de consumo mais qualificada. Pensando nisso, convidamos nossa head de experiência do usuário para compartilhar com você os princípios de um bom atendimento. Continue lendo para descobrir quais são eles.

    Se eu te perguntasse agora qual a pior experiência que você já viveu com uma marca, você certamente se lembraria, não é?! Junto à lembrança, logo viriam os sentimentos (raiva, talvez) que o episódio te proporcionou.

    Mas o mesmo se aplica se eu te pedisse para lembrar de uma experiência encantadora com alguma empresa, certo?! As sensações positivas e a maneira como aquilo te fez sentir também viriam à tona.

    E, com toda certeza, podemos afirmar que você não só voltou a fazer negócios com essa marca ou a considera para uma próxima oportunidade, como também indicou ou indicaria o serviço/produto para familiares e amigos.

    Viu só?! Essa é a importância de oferecer uma boa experiência aos seus clientes ao longo de toda a jornada deles com a empresa. Ela ajuda a conquistar outros consumidores e fidelizar seu público.

    Além disso, a experiência também vem se tornando um importante diferencial para que as marcas se destaquem no cenário competitivo.

    Princípios do bom atendimento

    Um bom relacionamento com o seu cliente é fundamental para crescer receita, ganhar promotores e, assim, conquistar o sucesso do seu negócio.

    Para te ajudar a oferecer a melhor experiência, convidamos Patrícia Alvisi, nossa head de customer experience (ou, em português, experiência do cliente) para compartilhar os princípios de um bom atendimento que praticamos aqui na Menu. Então, continue com a gente neste conteúdo para descobrir!

    1. Colaborador feliz produz mais e melhor

    Em tempos de transformação digital, tem se tornado cada vez mais comum o uso de recursos de automação, ou seja, robôs de atendimento na forma de chatbots ou outras ferramentas.

    No entanto, para garantir a humanização nas relações, boa parte dos atendimentos ainda são realizados por pessoas. E uma equipe de atendimento motivada e que realiza seu trabalho com satisfação é capaz de impressionar até aqueles clientes mais difíceis.

    Por isso, para que as equipes atendam os clientes de forma positiva, Patrícia acredita ser fundamental que as empresas se importem com o bem-estar e a felicidade dos colaboradores. Quando o funcionário encontra essa leveza, ele tende a produzir mais e melhor, pelo simples fato de estar feliz.

    Relacionamentos entre empresa e clientes envolvem simpatia, atenção e afeto. Atender o cliente de forma positiva cria uma conexão simpática e, assim, uma boa experiência.

    Sendo assim, invista na felicidade dos seus colaboradores. Seu negócio só tem a ganhar com iso.

    2. Confiança

    Problemas sempre existirão e, apesar dos esforços, sempre há o que melhorar. Em qualquer empresa é assim, não importam o tamanho nem o setor. O que não pode é deixar transparecer tais problemas ou levá-los ao conhecimento dos consumidores de forma desnecessária.

    Para Patrícia, é preciso estabelecer relações confiantes com os clientes, pensando sempre na melhor maneira de atender às expectativas dele. Dessa forma, ele não se sentirá inseguro, nem terá dúvidas de que a sua empresa é capaz de suprir as demandas.

    3. Proatividade e gentileza

    “Gentileza gera gentileza”. Quando praticamos atos de gentileza, parece haver uma espécie de contágio saudável nos ambientes, não é?!

    Na visão da nossa head, a gentileza é um dos princípios de um bom atendimento. Afinal, as pessoas gostam de ser bem tratadas e com os clientes isso não seria diferente. Além dela, Patrícia também cita a proatividade:

    É importante ser proativo e agir de forma ágil e eficaz na solução dos problemas e dúvidas.

    4. Alinhamento

    Aqui na Menu, nosso time de atendimento tem autonomia para a tomada de decisões.

    No entanto, para que estas ações sejam assertivas e realizadas com segurança, é fundamental o alinhamento e direcionamento da equipe no que diz respeito a condutas, valores e comportamentos.

    Por isso, invista em treinamentos para a os seus colaboradores.

    Categories
    Fique por dentro

    Nova página do Sebrae reúne ações em prol dos pequenos

    O que o Sebrae faz” apresenta iniciativas e destaca impacto das ações no fortalecimento do empreendedorismo no país. Continue aqui com a gente para conhecer mais sobre a nova página do Sebrae.

    Desde o início da pandemia no Brasil, o Sebrae não tem poupado esforços para apoiar donos de micro e pequenos negócios no enfrentamento à crise. De lá pra cá, muitas iniciativas foram colocadas em prática pela instituição, como, por exemplo, o UP Digital Sebrae, programa que visa promover a transformação digital das empresas.

    Para reunir, esclarecer e reforçar essas ações em favor dos empreendedores brasileiros, o Sebrae acaba de lançar a nova página O que o Sebrae Faz. Ao entrar no site, o usuário poderá conhecer melhor os projetos da instituição, que incluem ações de:

    • Disseminação da cultura empreendedora;
    • Incentivo à competitividade empresarial e setorial;
    • Estímulo à inovação e desenvolvimento sustentável;
    • Articulação de melhorias para acesso a crédito;
    • Fortalecimento do desenvolvimento territorial;
    • Promoção de inclusão social e produtiva por meio do empreendedorismo.

    Além dos projetos, a página também traz alguns casos de sucesso, que podem servir de inspiração e motivação para quem já empreende ou quer empreender.

    Portal Sebrae

    O Portal Sebrae, que reúne informações e cursos voltados para pequenos empreendedores, também foi ampliado, possibilitando, assim, o acesso a todos os produtos e serviços.

    De acordo com o Sebrae, a procura pelos cursos bateu um recorde histórico. Entre janeiro e junho, as incrições superaram a marca alcançada em todo o ano passado. Enquanto 1,1 milhão de empreendedores participaram dos cursos em 2019, o número de inscritos chegou à marca de 1,5 milhão de pessoas apenas nos primeiros seis meses de 2020.

    Com a mudança repentina para os negócios, a grande maioria dos empreendedores inscritos, ainda segundo a instituição, querem aprender sobre como melhorar as vendas na internet com o conhecimento de Marketing Digital.

    Categories
    Tecnologia e Tendências

    Instagram para restaurante: 7 dicas para melhorar o seu perfil

    O seu restaurante já tem um perfil no Instagram? Com 69 milhões de usuários em 2019 no Brasil e o maior índice de engajamento entre as redes sociais, o Instagram é o queridinho do momento. De acordo com a Social Media Trends 2019, pesquisa realizada pela Rock Content, a rede cresce a cada ano e promete ter vindo pra ficar.

    Com a constante inovação nos formatos de conteúdos e anúncios, o Instagram também tem apresentado uma adesão cada vez maior das empresas: no Brasil, o crescimento foi de 26% entre 2017 e 2019, ainda segundo dados do relatório.

    Os bons números confirmam que o Instagram é, hoje, uma das redes sociais com mais potencial de investimento.

    Mas não basta apenas ter um perfil na rede. É preciso saber usá-lo. Então, para ampliar sua estratégia de marketing e fazer o seu negócio conquistar mais sucesso no canal, separamos algumas dicas. Continue aqui com a gente!

    Tenha um perfil profissional

    Pode parecer básico, mas é fundamental: o seu restaurante precisa ter uma conta profissional. Isso porque a versão para empresas vai te auxiliar a avaliar os resultados da sua página e mostrar métricas valiosas para o seu restaurante, além de possibilitar a criação de anúncios.

    Caso você já tenha criado uma página como usuário normal e queira migrar para a versão para empresas, basta ir em “Editar perfil” e clicar em “Mudar para conta profissional”. A partir daí, é só seguir o passo a passo.

    Além de profissional, o perfil também precisa ser bem feito e completo. Nossa check list pode te ajudar com isso:

    1. Adicione o nome do seu negócio, lembre que ele precisa ser algo fácil de lembrar;
    2. Adicione uma foto no perfil de boa qualidade e que seja facilmente reconhecível como sua marca;
    3. Escreva uma descrição que defina o propósito do seu restaurante;
    4. Inclua um link na descrição: ele pode levar para o seu site, direto para o whasapp ou para o seu cardápio, por exemplo.

    Disponibilize seu cardápio

    Facilidade e praticidade: duas palavras-chave para as buscas dos consumidores de hoje. Por isso, é importante que seu cardápio esteja ao alcance – fácil – dos usuários, para que eles possam navegar pelos seus produtos, consultar os preços e, assim, fazer um pedido.

    Você pode disponibilizá-los no link da bio, como citamos anteriormente, ou, ainda, divulgar nos “destaques“, os stories fixados.

    Capriche nas fotos, mas não exagere nos filtros

    “Uma imagem vale mais que mil palavras”. Em se tratando de Instagram para um restaurante, essa frase faz ainda mais sentido. Imagens de boa qualidade tornam o seu perfil mais atraente e fazem toda a diferença no engajamento dos usuários da rede.

    Para isso, tire fotos de todos os ângulos, crie composições diferentes e capriche na iluminação. Quanto a esse último, lembre-se que a luz natural do dia costuma ser a melhor iluminação para qualquer fotografia de comida. Sendo assim, não tenha medo de mover seu prato para perto da janela ou de uma porta, por exemplo.

    Além dos seus pratos, você também pode capturar imagens convidativas do interior do seu restaurante e da sua equipe em ação. Ao mostrá-la, certifique-se de que os integrantes estão seguindo as recomendações dos órgãos de saúde e praticando os procedimentos corretos de segurança alimentar. Assim, você evita qualquer feedback negativo.

    Por último, mas não menos importante: não exagere nos filtros.

    Recompense seus seguidores

    Essa é uma boa forma para ganhar novos seguidores e fidelizar os atuais. Você pode, por exemplo, oferecer códigos exclusivos de desconto para quem te segue ou realizar sorteios.

    Com isso, você gera interesse sobre sua marca e dá ainda mais motivos para que seus clientes fiquem sempre atentos para conferir as novidades do seu restaurante.

    Engaje com seu público

    Uma dica que vale não só para o Instagram de um restaurante, mas para todos os outros estabelecimentos. Criar um engajamento com seu público é fator essencial para humanizar sua marca e mostrar aos seus clientes que você realmente se importa.

    Para isso, curta fotos que mencionem o seu restaurante, comente em posts de clientes e use hashtags relevantes e populares que estejam ligadas ao seu nicho.

    Isso pode ser um diferencial do seu restaurante, além de atrair novos seguidores.

    Use os stories

    Esse conteúdo, que aparece no topo do feed do usuário, pode ser uma boa oportunidade para evitar o excesso de postagem em seu feed, além de
    permitir que o usuário acompanhe novidades em tempo real.

    Os stories têm altas taxas de visualização por parte dos usuários e podem ser uma oportunidade de se aproximar do seu público e criar, assim, uma intimidade com o seu restaurante. Para despertar esse sentimento de inclusão, você pode, por exemplo:

    • Mostrar a rotina do seu restaurante;
    • Divulgar a oferta do dia;
    • Cobrir eventos (quando eles voltarem a acontecer);
    • Compartilhar suas receitas mais populares;
    • Mostrar a criação de um prato em tempo real;
    • Contar sobre as origens e as curiosidades que envolvem os seus pratos;
    • Mostrar o antes e o depois do processo;
    • Realizar sorteios.

    Faça vídeos ao vivo

    De acordo com o próprio Instagram, houve uma aumento de 70% no número de lives realizadas na rede, desde o início da pandemia. A audiência também tem crescido, o que demonstra que os vídeos ao vivo fazem sucesso entre os usuários.

    As taxas de engajamento dos vídeos ao vivo são boas e os clientes podem interagir em tempo real com o seu restaurante, por meio de mensagens e emojis, e, assim, estabelecer uma conexão mais forte com a sua marca.

    Você pode aproveitar a oportunidade para divulgar novidades exclusivas, por exemplo, ou, ainda, mostrar o processo de produção de algum prato especial.

    Aproveite as nossas dicas e os recursos da rede para bombar o Instagram do seu restaurante. E continue acompanhando a gente aqui para encontrar mais artigos que podem ajudar na gestão do seu restaurante, como esse, e em uma retomada segura, como aqui. Boas vendas!

    Categories
    Gestão

    Marmitas: dicas para empreendedores que querem investir

    Além do delivery e do take out, as marmitas aparecem como uma alternativa acessível para que empreendedores do food service mantenham as vendas ativas e aumentem o faturamento de seus negócios. Continue aqui com a gente para conferir dados e dicas sobre o mercado.

    Neste momento, empreendedores do food service dividem as atenções entre dois pontos cruciais. De um lado, a luta pela saúde e segurança de todos. Do outro, a necessidade de retomar as operações por completo, na esperança do aumento do faturamento e, dessa forma, a manutenção dos empregos e sobrevivência do negócio.

    Diante do cenário, donos de bares, restaurantes, pizzarias, lanchonetes e tantos outros estabelecimentos têm se reinventado. Muitos apostaram no delivery e em uma divulgação reforçada na internet como alternativas para manter as vendas. Dois aliados que já foram pautas de artigos aqui no nosso blog.

    Hoje, a gente vai de falar de outra solução que pode somar forças a essas ações: a produção de marmitas ou refeições embaladas.

    Mercado

    De acordo com dados do Ministério da Economia, nos últimos cinco anos, o número de empresários do ramo de alimentação para consumo domiciliar (que corresponde às marmitas) cresceu mais de 130% no país, passando de 102,1 mil, em 2014 para 239,8 mil no ano passado.

    Bons números que, além de confirmarem a importância da atividade, também indicam um movimento natural do mercado, que busca desenvolver novos modelos de negócio que respondam à demanda de um consumidor cada vez mais exigente e seletivo, que busca praticidade, sobretudo quando se trata de alimentação.

    Pandemia

    Frescas ou congeladas, a procura por esse tipo de refeição já estava em alta antes da pandemia.

    Agora, momento em que as pessoas podem ainda não se sentirem seguras a ir aos restaurantes ou mesmo não querem frequentar os estabelecimentos, investir nas marmitas pode ser uma boa opção para você, comerciante.

    Além disso, mesmo em home office, muitos não encontram tempo para cozinhar, já que precisam trabalhar, dar atenção aos filhos e cuidar da casa ao mesmo tempo. Mais um motivo para isso.

    Dicas para quem quer investir em marmitas

    Reunimos algumas dicas e práticas simples para quem quer entrar no mercado ou já está trabalhando no segmento de marmitas. Confira!

    Defina seu público

    Não é novidade: empreendedores do food service precisam estar atentos às novas tendências do setor. As principais delas são a valorização da origem do produto e de ingredientes regionais brasileiros, além do aumento da sustentabilidade do negócio a partir do banimento do plástico, oferta de embalagens sustentáveis e eliminação de qualquer desperdício. Existem também diferentes necessidades e restrições alimentares.

    Por isso, é importante que seu negócio deve defina um público e explore características dele para contemplá-lo.

    Você pode, por exemplo, oferecer um cardápio clássico, com pratos tradicionais que podem agradar muitos consumidores e custam menos para serem preparados, ou seguir uma linha mais saudável. Muitos consumidores têm apostados nas chamadas marmitas fitness para garantir a manutenção da dieta.

    Outra opção é focar no público vegano, que vem ganhando muitos adeptos nos últimos anos. Ou, ainda, investir em refeições destinadas aos que têm restrição alimentar.

    Opções não faltam, basta apenas definir o seu.

    Regularize-se

    Alimentos processados só podem ser comercializados de acordo com as regras da Vigilância Sanitária. Por isso, regularize-se.

    Cuide do ambiente

    Para fidelizar clientes, confiança é fundamental. Principalmente, quando se trata de comida. E limpeza tornou-se ainda mais importante com a chegada do novo coronavírus. Por isso, tome todos os cuidados recomendados pelos órgãos da saúde. Mantenha o ambiente limpo e arejado.

    Conte com fornecedores confiáveis

    Facilidade e comodidade: duas palavras que devem nortear a sua relação com seu principal fornecedor, principalmente em tempos de pandemia. É importante que ele tenha um bom serviço de entregas, que possa te atender rapidamente. A Menu, por exemplo, acaba de lançar a Menu Box, que faz entregas em até 24 horas. Além disso, reúne uma grande variedade de produtos em um único lugar e aceita diferentes formas de pagamento.

    Atente-se aos feedbacks

    Uma dica que vale para qualquer estabelecimento: produtos e serviços podem sempre ser aperfeiçoados. E a opinião do consumidor pode revelar ótimas pistas sobre o que melhorar.

    Categories
    Fala, Menudo!

    Liderança feminina na tecnologia, com Tatiana Villela

    Neste artigo, nossa coordenadora de marketing Tatiana Villela fala mais sobre os desafios da liderança feminina no setor de tecnologia, compartilha dicas e aponta caminhos que podem encorajar mulheres a seguirem carreira na área. Confira!

    A Menu é uma startup que nasceu plural. Aqui, a gente abraça a diversidade e sabe que é no convívio com as diferenças que se cresce mais forte e empático. Não fazemos distinção de etnia, classe social, gênero ou sexualidade. Trabalhamos, diariamente, para construir uma nova realidade, não só no food service brasileiro, mas também no mercado de trabalho.

    Apesar de algumas conquistas e barreiras vencidas, sabemos que ainda há muita luta e um longo caminho pela frente. Contamos com a presença feminina em nossas lideranças – algo (infelizmente!) ainda pouco comum na área de tecnologia – além de muitas cadeiras ocupadas por elas. Ainda assim, há espaço de sobra para o público feminino, que é, hoje, maioria nas universidades brasileiras.

    #MenuComElas

    Para tentar entender os desafios das mulheres no mundo da inovação e o que fazer para aumentar a participação delas, convidamos nossas colaboradoras para uma série: a #MenuComElas, que terá como estreante a nossa coordenadora de marketing Tatiana Vieira Villela.

    Tati é bacharel em Desenho Industrial, com MBA em Marketing Digital. Ela iniciou a carreira na área de design da GM do Brasil e, ao longo de sua jornada, passou por agências de publicidade, atuando, também, em um partido político. Com perfil generalista e mão na massa, Tati é daquelas profissionais que estão sempre presentes, auxiliando e liderando o time em todas as tarefas.

    Liderança feminina

    Tornar-se uma líder ainda é desafiador em qualquer setor. Mas se tratando da área de tecnologia – dominada, historicamente, por homens – os obstáculos tendem a ser ainda maiores.

    Quando questionada sobre as principais adversidades enfrentadas por mulheres gestoras em empresas do setor, Tati aponta a agilidade na tomada de decisões. Ao mesmo tempo, esse quesito também é, para a profissional, o que torna o trabalho tão prazeroso.

    Apesar dos números do mercado brasileiro ainda não refletirem isso, nossa coordenadora de marketing se mostra otimista e acredita que os preconceitos que afrontavam as mulheres no passado estão diminuindo. Além disso, essa batalha, na visão dela, tem sido fortalecida por um importante aliado:

    Acredito que estamos no caminho certo, ainda dando pequenos passos, mas a cada dia vejo mais homens ao nosso lado nessa luta.

    Tati aposta na visibilidade e no reconhecimento para empoderar mulheres dentro das empresas e também toca em um ponto importante, ao destacar que somos todos capazes de exercer cargos de gestão.

    Uma coisa que noto e que procuro sempre falar é que o caminho é não tentar imitar ou copiar o comportamento masculino. Nós, mulheres, temos valores muito completos e temos que procurar tirar o melhor deles todos os dias.

    Compartilhando dicas e conselhos

    Como forma de encorajar e incentivar aquelas que, assim como ela, têm interesse na área e querem seguir carreira, Tati compartilha dicas importantes. Então, anota aí:

    • Ter a visão do todo;
    • Buscar conhecimentos em outras áreas que não necessariamente estão ligadas ao seu trabalho direto;
    • Aproximar-se dos bons profissionais e bons modelos, e, paulatinamente, se afastar dos maus. Isso gera um círculo virtuoso que só traz coisas boas;
    • Esteja preparada! Estude, crie seus próprios cases e se conecte com outras pessoas de sua área;
    • Una suas características pessoais com suas competências, pois são essas que tornam você a profissional que é.

    Nossa coordenadora também faz outra indicação valiosa: o curso de desenvolvimento de liderança feminina Springboard da Inspiring Girls, uma organização sem fins lucrativas que, desde 2016, vem atuando para ampliar os horizontes profissionais das meninas.  

    O curso têm sido muito importante para meu crescimento profissional. Nele, são trabalhados temas como emponderamento feminino, comunicação não violenta, auto-confiança, propósito, sororidade, entre outros.

    Categories
    Fique por dentro

    Nova linha de crédito para pequenos comerciantes

    A nova linha de crédito beneficia desde pequenos comerciantes a empresas com faturamento de até R$ 300 milhões. O Banco Central reduziu as exigências que as instituições financeiras podem fazer antes de emprestar o dinheiro. Confira mais detalhes!

    Notícia boa para comerciantes com faturamento anual de até R$ 300 milhões. Em mais uma tentativa de fazer o dinheiro chegar aos pequenos empreendedores brasileiros, o Governo criou o programa de Capital de Giro para Preservação de Empresas (CGPE). 

    De acordo com a Medida Provisória 992, que institui a nova ferramenta, os recursos sairão de bancos e outras instituições financeiras que aderirem ao CGPE. O texto também deixa claro que o novo programa não contará com recursos públicos.

    As linhas de crédito destinada aos pequenos comerciantes poderão ser contratadas até 31 de dezembro deste ano. No entanto, para que os bancos possam começar a ofertar o crédito, ainda é preciso haver regulamentação pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

    De acordo com o Banco Central (BC), a estimativa é que o novo programa tenha potencial para aumentar a concessão de crédito para microempresas e empresas de pequeno e médio porte em R$ 120 bilhões.

    Ainda segundo o Banco Central, o novo programa

    complementa e auxilia as medidas anteriores de combate aos efeitos econômicos do covid-19, gerando, assim, novos estímulos de acesso ao crédito às empresas com faturamento até R$ 300 milhões.

    A despeito da edição de diversas medidas para combater os efeitos da covid-19 na economia real, o canal de crédito começou a perder força recentemente, afetando principalmente microempresas e empresas de pequeno e médio porte, acrescentou o BC.

    Facilitando acesso ao crédito

    Para facilitar o acesso ao crédito pelos pequenos comerciantes, o Banco Central reduziu exigências impostas pelas instituições financeiras antes de emprestar o dinheiro.

    Os empreendedores não terão de apresentar certidões de quitação de débitos com o INSS, por exemplo, para ter acesso ao crédito. O mesmo bem do empresário pode ser dado como garantia para mais de uma operação de crédito. Quem tem um imóvel financiado pode ir ao banco e tomar emprestada a parte do valor da dívida que já pagou.

    Além disso,  o governo vai permitir que os bancos reduzam, no pagamento do Imposto de Renda e da CSLL, parte das perdas que vierem a ter com os empréstimos.

    Tramitação

    A medida provisória, publicada no Diário Oficial do último dia 16 de julho, poderá receber emendas de deputados e senadores até hoje, segunda-feira, dia 20. Depois, a MP será analisada no Plenário da Câmara, conforme o rito sumários de tramitação definido pelo Congresso Nacional durante o período de calamidade pública.

    Categories
    Gestão

    10 filmes sobre empreendedorismo

    Separamos aqui uma lista de filmes sobre empreendedorismo que trazem grandes aprendizados e lições valiosas para quem busca sucesso e crescimento nessa jornada desafiadora, mas muito prazerosa. Então, prepara a pipoca e vem com a gente!

    1. À procura da felicidade

    Sonhos, lutas e muito trabalho. A história de À Procura da Felicidade, lançado em 2006, é inspirada na vida de Chris Gardner, um ex-vendedor de São Francisco que conseguiu se tornar um milionário corretor das bolsas de valores.

    Abandonado pela esposa e com um filho para cuidar, Chris – interpretado por Will Smith, indicado ao Oscar e ao Globo de ouro por sua atuação – se viu falido por diversas vezes e, por isso, teve de sair às ruas para encontrar sustento.

    Ao longo do filme, você acompanha essa batalha do protagonista para conquistar um emprego e melhores condições de vida. Apostando em crescer dentro de uma corretora de ações, Chris Gardner passa por períodos em abrigos, estações de trem e banheiros após ser despejado, mas sem perder a esperança de alcançar seus objetivos.

    O filme é uma lição de vida e Chris, um exemplo de empenho, determinação, criatividade e resiliência frente às adversidades dos negócios e da vida.

    Em entrevista ao  InfoMoney, Gardner – hoje um grande empresário e palestrante motivacional – revelou o segredo do sucesso:

    O segredo para mim foi estar mais perto do dinheiro que os outros caras. E isso significa que uma transação, uma venda ou uma compra, não poderia acontecer sem que eu fizesse parte do processo.

    filmes empreendedorismo: a procura da felicidade

    2. Coco antes de Chanel

    Nesse longa, você vai conhecer a história de Coco Chanel, a estilista famosa que revolucionou o mundo da moda, abolindo os vestidos armados em favor de um jeito prático e confortável de se vestir. Para isso, adaptou muitas peças que, até então, eram consideradas masculinas.

    Para alcançar o sucesso, Coco enfrentou muitos obstáculos, como a pobreza extrema, além dos costumes de sua época. Um filme inspirador, especialmente para mulheres empreendedoras, que fala de coragem, perseverança e determinação.

    3. O Lobo de Wall Street

    O Lobo de Wall Street é baseado na história real de Jordan Belfort, desde o seu primeiro dia no distrito financeiro de NY, em 1987, até sua explosiva ascensão no início dos anos 90 com a fraudulenta Stratton Oakmont.

    A vida de Jordan, interpretado por Leonardo DiCaprio, pode contribuir para empreendedores que desejam ter êxito nos mais diversos segmentos do mercado.

    Algumas lições podem ser tiradas do filme, como, por exemplo, a necessidade de ter foco e controle emocional, o poder de uma boa oratória, além da importância do trabalho em equipe,

    Dirigido por Martin Scorsese, O Lobo de Wall Street teve cinco indicações ao Oscar 2014, incluindo Jonah Hill como melhor ator coadjuvante e Leonardo DiCaprio como melhor ator. 

    4. Steve Jobs – O Homem e a Máquina

    O documentário retrata a vida e o legado de Steve Jobs, reverenciado por muitos como um gênio, mas como tirano por outros.

    Para isso, usa entrevistas com pessoas próximas a ele em diferentes fases da vida. O objetivo do documentário é capturar a essência inovadora de Steve Jobs, além dos valores que moldaram a cultura do Vale do Silício.

    É um ótimo roteiro, portanto, para entender a importância de se tomar decisões assertivas

    filmes empreendedorismo: steve jobs

    5. Walt antes de Mickey

    Para quem já é empreendedor ou quer empreender, é sempre interessante conhecer histórias de quem chegou longe. Por isso, vale muito a pena assistir esse longa-metragem, que conta sobre a vida de Walt Disney, os primeiros anos de carreira e os desafios enfrentados pelo desenhista antes de abrir o consagrado estúdio.

    Durante a narrativa, você vai descobrir a determinação de Disney em ter um negócio próprio e todo o processo antes de ter a ideia que mudaria para sempre sua vida: o personagem Mickey.

    Além de uma grande história, esse é um daqueles filmes que podem ajudar empreendedores a encurtar caminhos para chegar aos objetivos de crescimento.

    Entre as lições do filme, estão, por exemplo, a importância de escolher bem a sua equipe, além da necessidade de ter um plano de ação e, em hipótese alguma, desistir dele, em nenhuma circunstância.

    filmes empreendedorismo: wal antes de disney

    6. Fome de Poder

    Em uma lista com filmes sobre empreendedorismo, não poderia faltar Fome de Poder, que traz detalhes verdadeiros de tudo o que aconteceu para que o McDonald’s se tornasse a primeira cadeia de fast food em escala mundial e um ícone da sociedade ocidental.

    O longa mostra a concepção do primeiro restaurante pelos irmãos McDonald e como tudo mudou quando eles conheceram um vendedor de máquinas para fazer milkshake, Ray Kroc. Foi dessa sociedade que nasceu, então, a rede mundial de lanchonetes.

    O filme é uma aula de empreendedorismo e traz lições, como, por exemplo, a necessidade de conhecer muito bem o seu produto e seus clientes e de encontrar sócios com a mesma visão que você. Em Fome de Poder, você também vai descobrir que uma boa oratória e carisma podem fazer a diferença.

    Além disso, há outro aprendizado ainda mais importante: nunca é tarde. Isso porque Ray tinha 52 anos quando conheceu os irmãos McDonald e só vou virar dono mesmo da empresa 7 anos depois. 

    Por último: a perseverança e o pensamento positivo podem levar ao sucesso.

    7. A Rede Social

    Assim como em Fome de Poder, nesse filme você vai descobrir como surgiu um dos maiores negócios da atualidade: o Facebook. A produção mostra a trajetória do jovem Mark Zuckerberg, que criou a rede social ainda na faculdade.

    Além de mostrar como Zuckerberg atingiu o topo, o filme também expõe como o jovem passou por cima de algumas relações pessoais em nome do sucesso. Um filme interessante e instigante sobre empreendedorismo.

    fimes empreendedorismo: a rede social

    8. O Homem que Mudou o Jogo

    Empreendedorismo e liderança estão sempre interligados. Por isso, esse título – baseado em fatos reais – é uma ótima escolha. O Homem que Mudou o Jogo é protagonizado por Brad Pitt e conta a história de Billy Beane, gerente de um time de beisebol que é surpreendido com um corte no orçamento.

    Diante disso, para conseguir maior rendimento, o protagonista desenvolve uma complicada análise estatística de seus jogadores, tornando possível fazer mais com menos. A estratégia bem sucedida coloca a equipe entre as principais do país.

    Com doses extras de motivação, essa é uma história que pode inspirar empreendedores a buscarem alternativas pouco evidentes para chegar ao sucesso sem gastar muito.

    filmes empreendedorismo: moneyball

    9. Invictus

    Invictus também traz grandes lições de liderança. A narrativa mostra como Nelson Mandela, interpretado por Morgan Freeman, conseguiu unir, por meio do esporte, um país separado socialmente e economicamente pela divergência racial.

    A história também chama a atenção pela habilidade de negociação de Mandela, uma característica necessária para qualquer empreendedor.

    filmes empreendedorismo: invictus

    10. Silicon Cowboys

    Na década de 80, época em que Microsoft e a Apple ainda não existiam, a IBM era líder – e imbatível – no mercado dos computadores. A história muda com a chegada de três fundadores, cujos apelidos deram origem ao documentário “Silicon Cowboys”, de 2016.

    Os criadores da Compaq Computer chegaram ao Vale do Silício e, com muita coragem, ousaram enfrentar a hegemonia da gigante do ramo. Seguindo um caminho improvável, a pequena competidora ajudou a transformar o mercado e torná-lo o que é hoje.

    O documentário pode ser uma grande inspiração para empreendedores que têm medo de arriscar ou se sentem acuados frente aos grandes players.

    Bônus: A Vida e a História de Madam C.J. Walker

    Uma dica bônus. Trata-se, na verdade, de uma minissérie, lançada recentemente, que retrata a história da primeira mulher negra dos Estados Unidos a se tornar milionária por esforço próprio. Hoje, ela é uma referência de empoderamento feminino no mundo do empreendedorismo.

    Na produção, você vai conhecer a trajetória e os desafios de uma mulher que, com apenas 37 anos, criou um império de cosméticos para cabelos afro. Antes de fundar seu negócio, ela trabalhava como lavadeira e ganhava menos de dois dólares por peça de roupa.

    Além de inovação e criatividade, a minissérie também traz lições valiosas e encorajadoras de carreira e de vida, como a importância de estar sempre atento e não se acomodar; ter uma boa oratória (mais uma vez ela) e confiar no seu potencial. Mais importante: sonhos existem para serem realizados.

    Além desses, é possível encontrar outros grandes filmes sobre a difícil, mas prazerosa jornada do empreendedorismo. As produções podem ajudar com novas inspirações, além de dicas para lidar com as mais diferentes situações. Aproveite!